close
Precisamos Falar sobre

Precisamos Falar Sobre… Orphaned Land

orphaned

Quem convive comigo diariamente, sabe o quão fascinado eu sou por sons do mundo inteiro (pra você que não convive, eu falo um pouquinho disso nesse post). Independente do idioma ou estilo, a música une povos e nações, sua força ultrapassa os limites da arte. Vira forma de expressão, influência… quase uma arma. Depois dessa abertura filosófica, explico a você porque precisamos falar sobre Orphaned Land e como ela pode ser considerada um dos maiores exemplos de união na música.

Orphaned Land é uma das bandas responsáveis pela origem ao oriental metal (uma mistura de folk, sinfônico e instrumentos tradicionais da região). Surgiu em 1991, na cidade de Petah Tikva – Israel. Sim, uma banda de metal no coração de Israel! Em seu surgimento, o gênero metal era conhecido como hostil, a voz do ódio contra injustiças sociais e opressão religiosa. Devido à sua capacidade de transmutação, diversos gêneros e temáticas nasceram, como o white metal, folk, nü… Orphaned Land é também um resultado dessa transmutação. As músicas misturam religiões, sons e ideias. Já as letras (nos idiomas hebraico, inglês e árabe), defendem a tolerância religiosa, a paz e que não há apenas um caminho. Em uma entrevista para o documentário Global Metal (farei uma resenha sobre ele em breve!), o vocalista Kobi Farhi explica como a banda transmite por meio da música sua mensagem em um dos ambientes mais hostis do mundo.

“…a cultura daqui [Jerusalém], dessa terra é muito complicada. Por um lado, é muito antiga e, por outro, muito misturada. Temos um cemitério judeu, uma igreja e uma mesquita na mesma cidade. (…) Todos estiveram aqui: Abraão, Jesus, Maomé.

Acho que é importante para um artista refletir seu lugar, sua cultura. Qualquer lugar que vamos, as pessoas só conhecem a música má, as guerras, coisas assim. Nós tentamos mostrar ou ser boas notícias. Toda essa guerra entre religiões, todos esses massacres em nome de Deus. Isso é uma grande confusão, todos nós acreditamos no mesmo Deus. Nós podemos acabar com toda essa confusão, essa guerra.

Se cantarmos sobre a escuridão, não fazemos nada. Já existe muitas trevas nesse mundo. Acho que é por isso que devemos falar da luz.”

Uma banda de metal numa terra hostil, um ambiente de constante guerra religiosa. As bandas do Oriente Médio arriscam diariamente suas vidas em prol da música. Os demônios e outras criaturas ocultas são inofensivos comparadas aos intolerantes, capazes de explodir seu próprio corpo e matar milhares de pessoas apenas por ser de uma religião diferente. Lutar pela música em um lugar assim, é uma imensa prova de amor pela música.

Orphaned Land é a prova de que a música é capaz de ecoar até nos ambientes mais hostis, que as minorias podem ter sim uma voz capaz de representá-las.

“Evil falls on each of us, there’s nothing new
“O mal recai sobre cada um de nós, não há nada de novo
Who cares if you’re a muslim or a jew
Quem se importa se você é um muçulmano ou um judeu
The awakened ones are nothing but a few
Os despertos não são nada além de alguns
And the one to make the difference now is you”
E o único a fazer a diferença agora é você”

Tags : israeloriental metalorphaned landprecisamos falar sobre
lucasdepaes

O autor lucasdepaes

Ex garoto de programa, publicitário e criador do @sonoramus