close
Resenhas

[Resenha] Exit Eden -Rhapsodies in Black

exit-eden-rhapsodies-in-black

Mostrar que toda e qualquer música pode ser reinventada dentro do Metal. Essa é exatamente a proposta da Exit Eden. Nascido no início desse ano, o supergrupo conta com quatro talentosas vocalistas relativamente conhecidas no cenário metalista. Com certeza você já ouviu algo produzido por elas mas nunca percebeu.
Rhapsodies in Black, primeiro fruto dessa parceria, foi lançado no dia 4 de agosto. Antes de falar desse álbum, é necessário saber um pouco mais sobre as quatro engrenagens dessa máquina sinfônica.

As quatro torres

Amanda Somerville: Talvez o maior nome do grupo. Conhecida por seu trabalho em bandas como Epica, AvantasiaAfter ForeverKamelot. Esteve à frente de projetos como Trillium e Kiske Somerville (Com Michael Kiske do Helloween).

Anna Brunner: Filha de um alemão com uma americana, ela cresceu bilíngue e formou sua primeira banda de rock ainda adolescente.

Clémentine Delauney: A bela francesa de cabelos negros começou no metal aos 16 anos. Atualmente é vocalista da banda de Symphonic Metal Visions of Atlantis. Já trabalhou com a Serenity e Melted Space, além de ter participado do álbum solo de Kai Hansen (Helloween, Gamma Ray).

Marina La Torraca: É brasileira e começou no metal aos 15 anos. Já foi vocalista do Avantasia. É a fundadora da Phantom Elite, cujo disco foi produzido pelo guitarrista holandês Sander Gommans, fundador da After Forever.

Faixa a Faixa

O disco abre com A Question of Time, famosa faixa do Depeche Mode. Logo de cara já se torna perceptível a presença de várias vozes entrelaçadas, apesar de que o destaque aqui fique com o carregado lírico de Amanda Somerville.

Dando continuidade, temos Unfaithful, famoso hit de Rihanna. Duas vozes se destacam um pouco mais aqui. A primeira é Marina, com uma voz que lembra bastante Sharon den Adel (Within Temptation), a segunda é a de Anna, talvez a menos lírica do grupo. Em um vocal agressivo e rasgado, a moça dá um peso sobrenatural a essa faixa.

Incomplete é a melhor forma de convencer um metaleiro a ouvir Backstreet Boys. As moças conseguiram dar a essa faixa um peso incrível. Eu não fazia ideia de quem era a autoria Impossible, e foi aí que nos surpreendemos mais uma vez. A original parecia pertencer ao grupo feminino de pop Fifth Harmony, mas na verdade pertence a uma cantora chamada Shontelle. Até cheguei a ouvir a original e a segunda versão, mas não supera de forma alguma essa.

Frozen, conhecida originalmente na voz de Madonna, ganhou uma bela e obscura versão. Apesar das quatros vozes facilmente se garantirem de qualquer forma, é necessário destacar o instrumental. Apesar de nomes desconhecidos no cenário, a parte instrumental da banda não deixa a desejar.

Heaven, romântica faixa de Bryan Adams tem no álbum uma releitura deliciosamente melódica. Já Firework é bem executada. Apesar de eu não gostar muito da original, famosa na voz de Katy Perry, a versão conseguiu entregar bem a releitura. Já a dramática Skyfall de Adele, permaneceu com o drama e ganhou uma leve trevosidade.

O hit “Good Times” (será que alguém lembra disso?) Total Eclipse of the Heart de Bonnie Tyler é uma das melhores do álbum. Sem perder nenhum detalhe da original, a proposta apresentada pela banda é impecável.

Como todo álbum cover de pop da atualidade, é claro que não poderia faltar uma versão de alguma música de Lady Gaga. A faixa escolhida pela banda foi Paparazzi. Talvez essa seja a faixa mais bem dividida do álbum, pois há um trecho solo de cada uma das cantoras. Fechando o álbum , temos a não muito conhecida Fade to Grey. A faixa mais fraca do álbum. Não que seja ruim, só não bateu um feeling como em todas as outras.

Então…

Rhapsodies in Black é um belo disco de covers, e mostra o incrível potencial de quatro cantoras que passaram vários anos de suas carreiras, atrás de grandes bandas. Espero de verdade que esse projeto renda vários e vários frutos, e não morra na praia como tantos outros grupos com pessoas tão talentosas.

 

Tags : anna brunnerClémentine Delauneyexit edenmarina la torracaraphsodies in blacksomerville
lucasdepaes

O autor lucasdepaes

Ex garoto de programa, publicitário e criador do @sonoramus